• IF

  • Activities

    navigation

4º ENCONTRO - Performances no Contemporâneo | Deslocações e Formas Expandidas

From: 2018-04-12 To:2018-04-12

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Aesthetics, Politics & Knowledge
  • FLUP | 12 de abril 2018 | 14h00 | Sala de Reuniões

    4º ENCONTRO

    Convidados: 

    Alice Aligaay (Professora Estética na Universidade de Hamburgo de Ciências Aplicadas)
    Beatriz Albuquerque (Performer)
    Fernando José Pereira (Artista e investigador, FBAUP)
    Gustavo Costa (Músico, Sonoscopia e Universidade de Aveiro)
    Óscar Faria (Critico de Arte, ensaísta e Curador)

    Moderação: Né Barros

    Performances no contemporâneo é um projeto de investigação – realizado em regime de laboratório e de encontros de pensamento – cujo objectivo é reunir um conjunto de vozes e abordagens na performance e nas artes performativas enquanto cúmplices e portadoras de uma política do contemporâneo. No território expandido da performance e da performatividade, as margens, o movimento, a mobilização, a paisagem, o arquivo, o discurso e diversas estratégias de comando e de destruição, são matérias emergentes a um debate sobre um corpo potencial e um corpo político.

    Na interceção entre prática e teoria, este projeto, criado em 2015, tem como finalidade o questionamento da condição do contemporâneo e a criação de um corpus de eventos que documentem o trabalho desenvolvido num espaço de pensamento tensional entre a filosofia e as artes. Na relação paradoxal de adesão e distanciação ao real, na visibilidade e na invisibilidade, na luz e na escuridão – como refere Giorgio Agamben a propósito da contemporaneidade enquanto relação singular com o tempo – as performances surgem, também elas, como projetos singulares de mundos marginais e formas de resistência.

    Interessa-nos um modo de pensamento contemporâneo à voz da primeira pessoa, ao corpo falante da arte, para usar uma expressão de Mário Perniola. Interessam-nos os discursos diretos dos que produzem as obras, assim como os discursos dos que pensam e interferem com a arte.

    Ao longo de 2017 e 2018 realizaremos uma série de encontros onde as artes visuais, a dança, o teatro, a arquitetura, o cinema, a música, o desporto e as artes digitais são campos de Deslocações e Formas Expandidas enquanto movimentos que caracterizam o contemporâneo.

    Coordenação: Né Barros e Eugénia Vilela
    Aesthetics, Politics and Knowledge Research Group, Institute of Philosophy, U.P.
    Parceiro: Balleteatro

    Go back

    Activities