• IF

  • Activities

    navigation

A ARTE CONCEPTUAL COMO UMA TEORIA ARTÍSTICA SOBRE AS ARTES

From: 2019-04-29 To:2019-04-29

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • MLAG RESEARCH SEMINAR 2018-2019

    A ARTE CONCEPTUAL COMO UMA TEORIA ARTÍSTICA SOBRE AS ARTES

    Nemésio Garcia Carril Puy​ (Universidade de Granada)

     

    29 de abril 2019 (segunda-feira)

    15h30 | Sala de Reuniões 2

    Entrada livre

     

    Resumo: O objectivo desta palestra é sistematizar as intuições que caraterizam às obras de arte conceptual como teorias sobre as artes. A tese que será defendida é que as obras de arte conceptual cuja ideia é acerca de questões puramente artísticas constituem teorias artísticas sobre as artes, estatuto que permite diferenciá-las dos produtos da filosofia das artes, da crítica e teoria pura das artes, assim como da literatura. Uma vez apurados os antecedentes históricos e as motivações desta tese, serão identificadas as ideias defendidas e confrontadas pelas obras conceptuais enquanto teorias sobre as artes. A seguir, o mecanismo que possibilita às obras conceptuais serem teorias artísticas sobre as artes será analisado. Segundo o resultado desta análise, o mecanismo consiste na apresentação, num contexto artístico, de um objecto físico gerador de uma experiência distintiva por meio da qual esse objecto exemplifica uma teoria inovadora sobre as artes e exprime os compromissos do criador com essa teoria. Finalmente, serão comentadas algumas consequências ontológicas deste fenómeno em relação com o debate da desmaterialização da obra de arte. 

     

    Nemésio Garcia Carril Puy é investigador post-doutoral no Departamento de Filosofia I da Universidade de Granada. Desde 2014 até 2018, na mesma instituição, foi contratado pré-doutoral, desenvolvendo atividades de ensino e investigação, entre as quais destaca-se a sua tese de doutoramento The Ontology of Musical Versions and Transcriptions: A Philosophers’ Paradise Meeting our Musical Pracitices”, defendida em novembro de 2018. É membro do projeto de investigação Expresivismoscontemporáneos y la indispensabilidad del vocabulario normativo: alcance y límites dela hipótesis expresivista, do grupo de investigação Filosofía y Análisis e da Unidad de Excelencia FiloLab-UGR. Os seus principais interesses de investigação são a metafísica analítica, ontologia e meta-ontologia da música, a arte contemporânea e o juízo estético. Em 2019, foi o vencedor do prémio John Fisher Prize, outorgado pela American Society for Aesthetics, pelo seu artigo ‘The Ontology of Musical Versions: Introducing the Hypothesis of Nested Types’, aceite para publicação no The Journal of Aesthetics and Art Criticism. Adicionalmente, tem artigos publicados em Philosophy & Society,The Journal of Creative Music Systems e na Revista Portuguesa de Filosofia. Tem feito regularmente apresentações das suas investigações nos principais congressos a nível europeu da sua temática, tais como os organizados anualmente pela European Society for Aesthetics, a British Society of Aesthetics ou a Royal Music Association and Philosophy Study Group. Além disso, tem o Título Superior de Música e é trompista freelance, tendo tocando com múltiplas orquestras e gravado três discos com o quinteto de metais Proemium Metals, com o qual ganhou diversos prémios de música de câmara a nível internacional. 

     

    Imagem: Gerhard Richter, 1024 Farben (1973). Kunstmuseen Krefeld - Deutschland​

     

    Programa MLAG Research Seminars: https://ifilosofia.up.pt/activities/mlag-research-seminar-2018-2019 

     

    Organização:
    Research Group Mind Language and Action Group (MLAG)
    MLAG Seminars 2018-2019 (Sofia Miguens, Diana Couto, José Pedro Correia, João Silva)

    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Financiamento: FCT

    Go back

    Activities