• IF

  • Activities

    navigation

CONFERÊNCIA: UNFRAMING ARCHIVES

From: 2017-11-16 To:2017-11-16

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Aesthetics, Politics & Knowledge
  • ANDRZEJ MARZEC | CATARINA MOURÃO | EFRÉN CUEVAS | FERNANDA FRAGATEIRO

    16 NOVEMBRO | 14H30 | SALA MAGNA DA FACULDADE DE BELAS ARTES DO PORTO

    A arte – e a arte da imagem em particular – tem encontrado no arquivo desafios que o reforçam como território instável, de limite e fronteira impermanente. Quais as premissas subjacentes à constituição do arquivo na contemporaneidade? Como nos colocamos perante o arquivo pessoal e institucional? Estas são algumas das questões que têm fundamentado a realização de encontros e reflexões no festival de cinema Family Film Project, cujo enfoque principal são os filmes de arquivo, memória e etnografia. Estas dimensões têm-se revelado cada vez mais desafiantes, quer pela instabilidade que geram nos géneros (documentário, ficção, etc.), quer pelo questionamento que suscitam em torno da intimidade enquanto fundamento ontológico de uma paisagem cinematográfica. Com a proliferação crescente de registos de imagens pessoais e emergentes, somos colocados no centro de uma discussão ética, estética e política de um arquivo da intimidade que traduz a era panótica em que vivemos. Ao mesmo tempo que o arquivo é discutido na sua materialidade e nos seus destinos, debatem-se também as questões da imaterialidade na construção de uma memória ou identidade. Unframing Archive, colóquio inserido na 6ª edição do Family Film Project, dá continuidade à discussão sobre o ilimitado dos quadros e enquadramentos cinematográficos, propondo uma reflexão sobre as linhas orientadores de um arquivo múltiplo e aberto para o qual os artistas têm vindo a dar um contributo radical.

     

    PROGRAMA DETALHADO

     

    ANDRZEJ MARZEC

    FRAGMENTOS, VESTÍGIOS E A MALDIÇÃO DO ARQUIVO - DA NOSTALGIA DA METRAGEM ENCONTRADA À MATERIALIDADE DA ARTE DA FALHA

    PhD, professor do Instituto de Filosofia da Universidade Adam Mickiewicz em Poznań, Polónia

     

    CATARINA MOURÃO

    POESIA NA BUROCRACIA

    Estudou Música, Direito e Cinema (Mestrado na Universidade de Bristol e Doutoramento pela Universidade de Edimburgo).
    Realizadora do documentário "
    A Toca do Lobo" (2015)
    Atualmente é docente na área de realização documental no Mestrado de Comunicação Audiovisual na ESMAE, Porto.

     

    EFRÉN CUEVAS

    O ARQUIVO DOMÉSTICO EM DOCUMENTÁRIOS MICROHISTÓRICOS

    Professor Associado na Escola de Comunicação da Universidade de Navarra. M.A. (Estudos de Cinema), Tisch School of Arts, Universidade de Nova York. Ph.D. Universidade de Navarra.

     

    FERNANDA FRAGATEIRO

    LABORATÓRIO DE MATERIAIS

    Operando no campo da tridimensionalidade, desafiando relações de tensão entre a arquitectura e a escultura, a obra de Fernanda Fragateiro (Montijo,1962) potencia relações com o lugar, convocando o espectador para uma posição de performatividade. Alguns dos seus projectos resultaram de colaborações com outros artistas plásticos, arquitectos, arquitectos paisagistas e performers. 

     


    Inserido no FAMILY FILM PROJECT 2017

    6º Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia

    15 a 19 de novembro | Porto | Passos Manuel, Maus Hábitos e Faculdade de Belas Artes

    http://www.familyfilmproject.com/pt

    O Family Film Project – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia – retorna para a sua 6ª edição com um programa que incluirá sessões competitivas de cinema, eventos performativos, concertos, conferências e um ciclo de cinema autoral.

    O Festival decorrerá ao longo de cinco dias de programação – 15 a 19 de novembro de 2017 –, retomando, uma vez mais, o universo cinematográfico da intimidade, do espaço familiar e da reconstrução da memória – imaginários que têm hoje a sua máxima expressão, seja pela disseminação dos dispositivos da imagem e dos novos suportes mediáticos, seja por aquilo que Derrida apelidou de «febre do arquivo» (mal d’archive) ao descrever o espírito da modernidade.


    Conferência organizada em parceria:

    Research Group Aesthetics, Politics and Knowledge
    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Balleteatro

    Colaboração:
    Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

    Financiamento: FCT

    Go back

    Activities