• IF

  • Activities

    navigation

CONTRA OS FILMES FILOSOFAREM: ARGUMENTOS ESTÉTICOS E METAFILOSÓFICOS

From: 2017-02-14 To:2017-02-14

Go back
  • Research Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • MLAG RESEARCH SEMINAR 2016-2017

    CONTRA OS FILMES FILOSOFAREM: ARGUMENTOS ESTÉTICOS E METAFILOSÓFICOS

    Diana Neiva 
    (Master Student - Universidade do Porto)

     

     

    14 de fevereiro 2017 (terça-feira)

    14h30 | Sala de Reuniões

    Entrada livre

     

    Resumo: O pensamento sobre a relação entre filosofia e cinema não é uma novidade. No entanto, a ideia de que os filmes podem produzir conhecimento filosófico tem sido debatida de modo mais rigoroso nas últimas duas décadas. Num debate actual presente na filosofia anglo-americana, esta ideia é polémica. Se por um lado temos filósofos como Wartenberg ou Carroll a aceitarem de algum modo que os filmes podem criar conhecimento filosófico, por outro lado temos uma grande rivalidade face a esta hipótese. O maior oponente da teoria FAP (Film as Philosophy), Murray Smith, tem ao longo da disputa vindo a afunilar os seus contra-argumentos. Recentemente, em 2016, o filósofo ofereceu-nos um derradeiro argumento contra a teoria FAP baseado nas suas concepções da prática filosófica e da artística. A proposta para este seminário será, assim, a de realizar uma análise metafilosófica crítica à proposta de Smith, bem como uma tentativa de entender se esta derruba definitivamente a tese de que os filmes podem filosofar.

     

    Imagem: Rene Magritte, Blue cinema (1925)

     

     

    Programa MLAG Research Seminars: http://ifilosofia.up.pt/activities/mlag-research-seminar-2016-2017

     

    Organização:
    Research Group Mind Language and Action Group (MLAG)
    MLAG Seminars 2016-2017 (Sofia Miguens, Luís Veríssimo, Brena Fernandez, Diana Couto)

    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Financiamento: FCT

    Go back

    Activities