• IF

  • Activities

    navigation

FRUIR, APRECIAR E AVALIAR UMA OBRA MUSICAL

From: 2018-02-05 To:2018-02-05

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • MLAG RESEARCH SEMINAR 2017-2018

    FRUIR, APRECIAR E AVALIAR UMA OBRA MUSICAL - PARA UMA ARTICULAÇÃO DAS DIVERSAS DIMENSÕES DO JUÍZO ESTÉTICO

    Tiago Sousa
    (PhD Student - Universidade do Minho)

     

    5 de fevereiro 2018 (segunda-feira)

    15h30 | Sala de Reuniões 2

    Entrada livre

     

    Resumo: O sentimento de prazer associado ao juízo sobre o belo em Kant surge quando as faculdades da imaginação e do entendimento se relacionam entre si num livre jogo harmonioso - sem quaisquer pretensões morais ou de obtenção de conhecimento - durante o ato de contemplação da forma do objeto. Deste modo, a fruição da beleza não é uma mera reação sensorial ou emocional passiva, mas exige uma apreciação pronunciadamente cognitiva. Sendo assim, vemos que no pensamento kantiano as dimensões da fruição, apreciação e avaliação estão intrinsecamente relacionadas no âmago do juízo de gosto. Partindo de Kant, Beardsley, Levinson e Kivy, procurarei uma formulação do juízo estético da obra musical que articule consistentemente estas diversas dimensões. Defenderei que esta articulação se poderá conceber em termos da autorreferencialidade da experiência estética.

     

    Imagem: Robert Delaunay, Rythme n°1 (1938). Musée d'Art Moderne - Paris.

     

    Programa MLAG Research Seminars: http://ifilosofia.up.pt/activities/mlag-research-seminar-2017-2018

     

    Organização:
    Research Group Mind Language and Action Group (MLAG)
    MLAG Seminars 2017-2018 (Sofia Miguens, Luís Veríssimo, Diana Couto, José Pedro Correia)

    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Financiamento: FCT

    Go back

    Activities