• IF

  • Activities

    navigation

Interpretação e História de textos em Filosofia: o caso de Espinosa

From: 2019-05-30 To:2019-05-30

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Aesthetics, Politics & Knowledge
  • 30 de maio 2019 | 15h30 - 17h30 | Sala 203

    Faculdade de Letras da Universidade do Porto

    ENTRADA LIVRE

    Interpretação e História de textos em Filosofia: o caso de Espinosa

    Raul Dias Vasques
    (Doutorando FLUP/Instituto de Filosofia)

     

    Uma das dificuldades hodiernas da Filosofia é o como lidar com a acumulação e exponenciação qualitativa e quantitativa da informação e teorização acerca da sua própria história. Na progressiva expansão de interpretações, críticas e reapreciações, tanto face a obras de autores canónicos quanto às dos seus principais especialistas e comentadores, a compreensão filosófica das suas próprias teorias e teses historicamente centrais carece de uma síntese satisfatória destes seus elementos primários. Inevitavelmente, tal problema repercute-se na sua própria atividade enquanto disciplina, dificultando a sua compreensão e avaliação para si mesma.

    Apresentando esta situação no caso de Espinosa e a história do espinosismo, procura-se abordar e esclarecer três facetas desta problemática: em primeiro lugar, compreender a maneira como a interpretação de Espinosa foi também construindo o valor e influência do espinosismo, mudando drasticamente a compreensão da Ética ao longo dos anos. Em segundo lugar, demonstram-se especificidades do caso de Espinosa que possam explicar tal desenvolvimento, apontando na sua teoria o que esta lhe confere e motiva tão díspar “interpretatibilidade”. Por fim, parte-se dos tópicos anteriores para perguntar em que medida podemos lidar com o problema do “excesso de complexidade” histórica da filosofia acerca de si mesma e como tal esforço corresponde a esclarecer a sua própria prática enquanto campo teórico.

     

    Organização:
    RG Aesthetics, Politics and Knowledge
    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502

    Go back

    Activities