• IF

  • Activities

    navigation

Scire naturam: filosofia e ciências, da antiguidade ao início da modernidade

From: 2018-02-26 To:2018-02-28

Go back
  • Thematic Line


    Medieval & Early Modern Philosophy
  • Research Groups


    Aristotelica Portugalensia
    Reason, Politics & Society
  • Colóquio internacional coorganizado com o Grupo de Estudos sobre a História da Filosofia da Natureza / UniCamp e o Grupo Metafísica e Política / UniCamp.

    Colóquio internacional

    Scire naturam: filosofia e ciências, ​ da antiguidade ao início da modernidade

    Faculdade de Letras da Universidade do Porto
    26, 27 e 28 de fevereiro de 2018 | Sala de Reuniões

    Da Antiguidade ao início da Idade Moderna o desejo de conhecer a natureza desdobra-se em múltiplos programas de perguntas e respostas que contribuíram para a fixação e o desenvolvimento das ciências modernas. Dessa forma, em descobertas e crises sucessivas fixam-se os campos temáticos, os limites e as relações entre domínios tão diferentes como a metafísica e a física, a lógica e a teologia, a botânica e a medicina, a música e a zoologia, a meteorologia e a cosmologia, mas também as matemáticas e até mesmo a política ou a ética, para mencionar apenas algumas das mais importantes scientiae deste longo período da história do pensamento.

    Reunindo participantes de diversas formações (Ciências, Filosofia, Filologia), serão estudados diversos problemas suscitados pelo conhecimento da natureza. Os trabalhos a apresentar visam aprofundar o conhecimento de problemas particulares num dado momento ou autor, ou traçar a emergência e as transformações de inovações metodológicas, teóricas ou conceptuais.

    O colóquio é promovido por grupos e projetos de pesquisa da Universidade de Campinas e da Universidade do Porto: o Grupo de Estudos sobre a História da Filosofia da Natureza e o Grupo Metafísica e Política da Universidade de Campinas, o projeto Petrus Hispanus e a linha temática Medieval and Early Modern Philosophy do Instituto de Filosofia da Universidade do Porto.

    A participação é livre, mas sujeita a inscrição prévia através do email: gfm-secretariado@letras.up.pt

    Cartaz do colóquio: aqui

     

    Programa

    26 de fevereiro

    10h00: Sessão de abertura

    Diretora FLUP – Prof.ª Doutora Fernanda Ribeiro
    Diretora IF – Prof.ª Doutora Paula Oliveira e Silva
    Fátima Évora (Universidade de Campinas)
    José Meirinhos (Universidade do Porto)

     

    10h15-11h00 Lição de abertura

    Moderador: José Meirinhos

    1. Pietro B. Rossi (Università degli studi di Torino), Da Roberto Grossatesta a Paolo Veneto: metamorfosi della teoria aristotelica della conoscenza scientifica

    Discussão

    11h00-11h30 Pausa

     

    11h30-13h00

    Moderador: Daniel A. Di Liscia

    1. Fátima Regina Rodrigues Évora (U. de Campinas), O conceito de matéria em Filopono e sua recepção no início da filosofia moderna
    2. Thiago Henrique Rosales Marques (U. de Campinas), O fenômeno das estrelas cadentes no comentário de Filopono a Meteorologica 1.4
    3. Matheus Barreto Pazos de Oliveira (Unicamp), Metafísica como ciência comum em Tomás de Aquino: notas sobre Expositio libri Posteriorum Analyticorum, Lib. I, lect. 41

    Discussão

    13h00-14h30 Almoço

     

    14h30-16h00

    Moderador: Sueli Damin Custódio

    1. Celia López Alcalde (U. Porto), Sensibilidad versus espíritu. La teoría de los media en la ciencia natural de Petrus Hispanus (Sententia cum questionibus, Scientia libri de anima, De animalibus)
    2. Ana Patrícia Ferreira (U. Porto), Os sentidos internos e o intelecto na Sentencia cum questionibus in libros De anima I-II Aristotelis atribuída a Petrus Hispanus
    3. Paula Oliveira e Silva (U. Porto), A imortalidade da alma no comentário conimbricense inédito sobre o De anima no ms. Coimbra, BGU, 2399

    Discussão

    16h00-16h30 Pausa

     

    16h30-18h30

    Moderador: Márcio Damin Custódio

    1. Daniel A. Di Liscia (Universität München), La tradición de los calculatores y el análisis del infinito entre lógica, aritmética y geometría
    2. Lídia Queiroz (U. Porto), A priori e atomismo na Idade Média tardia
    3. José Meirinhos (U. Porto), Falsigraphus e a ficção argumentativa em filosofia natural na Idade Média
    4. Joana Serrado - Maria Luís leite Pinho (U. Porto), Conhecer a Natureza através do Amor - sobre as Sete Maneiras de Minnen de Beatriz de Nazaré

    Discussão

     

    18h30 Porto de honra

     

    27 de fevereiro

    9h30 – 11h00

    Moderador: Celia López Alcalde

    1. Filipa Afonso (U. Lisboa), O conceito de natureza em Escoto Eriúgena
    2. Vera Rodrigues (U. Porto), Ontologia e filosofia natural no início do séc. XII
    3. Tomás Castro (U. Lisboa), Dar asas ao pensamento: o programa moralizante de Hugo de Folieto em De avibus

    Discussão

    11h-11h30 Pausa

     

    11h30-13h00

    Moderador: Pierre Vesperini

    1. Nicola Polloni (Durham University), Chaos in Toledo: Gundissalinus, Daniel of Morley, and the Chartrean Tradition
    2. Pedro Mantas España (Universidad de Córdoba), Natura y physica en el Diálogo de Pedro Alfonso. El astrónomo neoplatónico
    3. Irene Caiazzo (CNRS, Paris), Martianus Capella, Aristote et la science naturelle au début du XIIIème siècle
    4. P. Vesperini (U. Porto), La place du de rerum natura de Lucrèce dans les savoirs médiévaux

    Discussão

    13h00-14h30 Almoço

     

    14h30-16h00

    Moderador: Fátima Évora

    1. Mário Correia (U. Porto), Demonstrabilidade das categorias: as viae divisivae e a crítica às mesmas
    2. Matheus Henrique Gomes Monteiro (U. de Campinas), Dos corpos celestes no Comentário Conimbricense ao De caelo
    3. José Portugal dos Santos Ramos (U.E. Feira de Santana), Discurso cartesiano sobre o arco-íris versus Tratado conimbricense acerca do arco celeste

    Discussão

    16h00-16h30 Pausa

     

    16h30-18h00

    Moderador: Vera Rodrigues

    1. José Higuera Rubio (U. Porto), As estruturas arborescentes na ciência medieval (gradação e oposição argumentativa)
    2. Maria Clara Pereira e Silva (U. de Campinas), A causa sine qua non da cognição humana segundo Durandus de St. Pourçain
    3. Sueli Sampaio Damin Custódio (ITA, São José dos Campos), As ações voluntárias nas Cartas Filosóficas de Margaret Cavendish

    Discussão

     

    28 de fevereiro

    9h30 – 11h00

    Moderador: Pedro Mantas España

    1. Andrea A. Robiglio (K.U. Leuven), Scienza’ e ‘natura’ in Tommaso Campanella (1568-1639)
    2. José Antônio Martins (UEM), Aristotelismo político necessário
    3. Marcelo Moschetti (U.E. Santa Cruz), Perfeição e precisão: Galileu e o problema da experiência

    Discussão

    11h-11h30 Pausa

     

    11h30-13h00

    Moderador: Andrea A. Robiglio

    1. Giorgio Gonçalves Ferreira (UneB), Ciência, cadeia dedutiva e experimento em Descartes
    2. Luís Felipe Alves de Oliveira (U. de Campinas), Interpretações do Monismo de Espinosa
    3. Márcio A. Damin Custódio (U. de Campinas), Os acréscimos de Cavendish e More ao debate entre Elizabeth e Descartes

    Discussão

     

    13h00 Sessão de Enceramento

    Márcio Damin Custódio (Universidade de Campinas)

    José Meirinhos (Universidade do Porto)

     


    Call / Chamada

    Propostas de comunicação podem ser apresentadas até dia 15 de dezembro de 2017 enviando título e resumo (máximo de 500 palavras) para o correio eletrónico: gfm-secretariado@letras.up.pt. Após avaliação, a resposta será dada até dia 30 de dezembro de 2017.

     


    Imagem: © Oxford, St. John’s College, ms. 17 [s. XII], f. 7v: Byrhtferth, Diagrama Concórdia dos meses e dos elementos / Stemma De concordia mensium atque elementorum


    Comissão organizadora: José Meirinhos (coord.)  — João Rebalde — Celia López Alcalde  — Ana Patrícia Ferreira — José Portugal Ramos — Thiago Henrique Rosales Marques.

    Comissão Científica: Fátima Évora — José Meirinhos — Márcio Damin Custódio — Paula Oliveira e Silva

    Organização: Grupo de Estudos sobre a História da Filosofia da Natureza / UniCamp — Grupo Metafísica e Política / UniCamp — projeto Petrus Hispanus — TL M&EMPh / Instituto de Filosofia / UPorto

    Secretariado e gestão: Isabel Marques

     


    Apoio e Financiamento:

    Programa Santander Universidades / Universidade do Porto.
    Fundação para a Ciência e a Tecnologia
    Faculdade de Letras Universidade do Porto

    Go back

    Activities