• IF

  • Activities

    navigation

O COMPOSITOR CRIA, O INTÉRPRETE SENTE, A OBRA DÁ-SE

From: 2018-10-02 To:2018-10-02

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • MLAG RESEARCH SEMINAR 2018-2019

     

    O COMPOSITOR CRIA, O INTÉRPRETE  SENTE, A OBRA DÁ-SE - A AUTENTICIDADE NA PERFORMANCE MUSICAL

    Tiago Sousa (Doutorando, Universidade do Minho)

     

    2 de outubro 2018 (terça-feira)

    15h30 | Sala do Departamento de Filosofia (Torre B - Piso 1)

    Entrada livre

     

    Resumo: No seu tratado Do Belo Musical, Hanslick argumentou que a beleza musical não depende nem da representação nem da evocação de sentimentos. Contudo, algo surpreendentemente, apesar desta visão formalista, Hanslick oferece-nos uma noção da performance musical como um momento de “libertação sentimental”. Partindo da perspetiva de Hanslick sobre o papel do intérprete, proponho um novo tipo de autenticidade da performance, cuja consistência não está comprometida pelas restrições formalistas desta teoria, à qual chamei de “autenticidade expressiva” que integra alguns aspetos das teorias de Stephen Davies, Julian Dodd e Peter Kivy. De acordo com esta proposta, ainda que as prescrições na partitura determinem de modo suficiente a identidade da obra assim representada, o conteúdo musical profundo da mesma é edificado na performance que, de um modo autorreferencial, revela esse mesmo conteúdo através da expressão sentimental do intérprete. Argumento, assim, a favor de uma distinção crucial entre identidade e autenticidade.

     

    Imagem: Marc Chagall, Music (1963)​

     

    Programa MLAG Research Seminars: http://ifilosofia.up.pt/activities/mlag-research-seminar-2018-2019 

     

    Organização:
    Research Group Mind Language and Action Group (MLAG)
    MLAG Seminars 2018-2019 (Sofia Miguens, Diana Couto, José Pedro Correia, João Silva)

    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Financiamento: FCT

    Go back