• IF

  • Activities

    navigation

O MEDIUM TERAPÊUTICO E AS CATEGORIAS DA COMUNICAÇÃO ANALÓGICA E DIGITAL

From: 2019-02-13 To:2019-02-13

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • MLAG RESEARCH SEMINAR 2018-2019

    O MEDIUM TERAPÊUTICO E AS CATEGORIAS DA COMUNICAÇÃO ANALÓGICA E DIGITAL

    Cláudio Alexandre S. Carvalho (Instituto de Filosofia - Universidade do Porto)

     

    13 de fevereiro 2019 (quarta-feira)

    15h30 | Sala de Reuniões 2

    Entrada livre

     

    Resumo: Tradicionalmente, a psicoterapia procede pela pontuação do continuum da situação patológica ou disfuncional, estruturando-o de acordo com uma sintaxe lógica. Contudo, a resistência do analógico à interpretação clara e inequívoca indicia a necessidade de rever o papel do não verbal e do figurativo nas sequências terapêuticas. Adaptando e expandindo a crítica de que a psicanálise tende a reduzir o sintoma ao seu significado literal conformando-o à “linguagem clara da interpretação” (Starobinski: 1970), Watzlawick (1977) explorou o modo como bloqueio da linguagem da análise potencia o acesso aos símbolos inconscientes. Apesar da inventividade da sua hipótese de uma bipartição funcional do aparelho psíquico, através da qual procurava escapar à frequente crítica de que a pragmática da comunicação concebe a mente como uma caixa negra, Watzlawick fornecia uma base importante para compreender o acoplamento entre os sistemas psíquico e comunicativos da terapia. Mais recentemente, as suas teses foram subscritas por M. Paradis (1998, 2003, 2009) que revelou o analógico e o digital como competências complementares do sistema psíquico, essenciais para a meta-compreensão da mudança terapêutica.

    Nesta sessão procurarei mostrar como a inter-relação entre as categorias comunicativas do analógico e do digital se efetiva na transição para uma observação de segunda ordem quanto aos motivos e deveres relativos a si-mesmo e ao outro.

     

    Nota biográfica: Cláudio Alexandre S. Carvalho é Doutor em Filosofia pela Universidade de Coimbra (2012). Foi Ouvinte Convidado da Humboldt-Universität zu Berlin e Professor Auxiliar Convidado da Universidade da Beira-Interior. Tem dedicado a sua investigação ao estudo das bases filosóficas da terapia partindo do horizonte da Teoria dos Sistemas. É membro do Instituto de Filosofia (Universidade do Porto), onde desenvolve o seu pós-doutoramento dedicado à constituição do medium terapêutico da sociedade moderna, financiado por uma bolsa de investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

     

    Imagem: Robert Goodnough, Abstraction III (1964). Weatherspoon Art Museum, Greensboro, NC

     

    Programa MLAG Research Seminars: https://ifilosofia.up.pt/activities/mlag-research-seminar-2018-2019 

     

    Organização:
    Research Group Mind Language and Action Group (MLAG)
    MLAG Seminars 2018-2019 (Sofia Miguens, Diana Couto, José Pedro Correia, João Silva)

    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Financiamento: FCT

    Go back