• IF

  • Activities

    navigation

Sessão 6 | PPS Talks | 2021-2022 | Zoom Seminars

From: 2021-06-08 To:2021-06-08

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Philosophy & Public Space
  • 8 de junho 2021 (terça-feira) | 18h00

    Sessão 6

    Infância e filosofia: o que poderemos estar a fazer quando as juntamos? | Magda Costa Carvalho (Universidade dos Açores/IF)

     

    Moderação: Irandina Afonso (UP/IF)

     

    ONLINE
    Link para a sessão Zoom deve ser solicitado por email: ifilosofia@letras.up.pt (até às 17h00 do próprio dia).
    Por favor, indicar afiliação institucional e categoria (professor, estudante, etc.) para completar a inscrição.

     


    Resumo: O uso intercambiável e menorizador das palavras “infância” e “criança”, assim como os mecanismos de identificação da escola com um lugar de aprendizagem, têm contribuído para a aceitação da educação como um conjunto de procedimentos metodológicos e formativos (num desenvolvimento perfectibilizador da infância para a adultez). Colocando-se ao serviço de um determinado tipo de sociedade a manter (produtiva, progressista, modernizada, tecnológica, sustentável), os espaços e tempos educativos formais e informais regulam-se por normativas que tendem a deixar inaudíveis as vozes das diferenças infantis ou, então, a controlar e a manipular a sua escuta.

    Nas últimas décadas, os discursos sobre a filosofia na infância têm permitido problematizar algumas destas conceções através de abordagens que procuram encontrar modos distintos de pensar as crianças, a infância, a educação e a própria filosofia. Alguns desses discursos realizam-se no âmbito dos movimentos iniciados com a filosofia para crianças (nas diferentes aceções que a expressão tem assumido) a partir da desconstrução e da reconfiguração epistemológica e política de ideias comuns de racionalidade (educar para pensar bem) e de democracia (educar para a cidadania).

    Foram essas ideias que estruturaram as primeiras propostas de aproximação entre filosofia e infância, mas cedo se descobriu que nelas se poderia cair em mais uma instrumentalização, já que a filosofia se colocava do lado dos poderes que afirmava criticar, reproduzindo as suas lógicas. Por isso, mais do que defender que as crianças também são capazes, como os adultos, de um raciocínio discursivo complexo e logicamente elaborado (considerado “filosófico”), trata-se de problematizar criticamente leituras adultistas, futuristas e formatistas da infância que até uma educação pela filosofia pode encobrir.

    O que poderá, então, surgir quando a filosofia é repensada a partir de distintas experiências infantis? A que potencialidades nos poderemos abrir quando contrariamos práticas de exclusão dominantes e aceitamos a diferença balbuciante e a singularidade disruptivamente filosófica das crianças? O que se cria filosoficamente se, inspirados por experiências de infância, aceitarmos inverter os caminhos habituais do pensamento?

     

     

    Bio: Licenciada em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Doutorada em Filosofia Contemporânea pela Universidade dos Açores (UAc). É Professora Auxiliar na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UAc, onde coordena, desde 2016, um Mestrado em Filosofia para Crianças. Integra o NICA: Núcleo Interdisciplinar da Criança e do Adolescente, da UAc. É membro integrado do RG Philosophy and Public Space, do Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502. Fez formações em filosofia para/com crianças na Inglaterra, Suíça, México e Brasil. É membro do projeto de investigação “Filosofia para Crianças e a Aurora da Intuição Moral: Valores e Razões na Racionalidade e Razoabilidade”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Uma das suas principais áreas de investigação e publicação é a filosofia para/com crianças, mas a sua maior experiência de infância faz-se por ser mãe da Isabel.


     

    Ciclo de Seminários PPS Talks 2021-2022 | Zoom Seminars: https://ifilosofia.up.pt/activities/pps-talks-2021-2022-zoom-seminars

     

    Imagem: Fotografia de Irandina Afonso

     

    Organização:
    Research Group Philosophy and Public Space
    Apoio técnico, divulgação e comunicação: Irandina Afonso | Isabel Marques
    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)

    Go back