Senha: Ok
http://193.137.34.200/meirinhos/accessus/boecio_de_dacia
© 2018 José Meirinhos
Página actualizada a 27-10-2011
Página impressa a 14-12-2018

Boécio de Dácia

I. Boécio de Dácia e o seu tempo

Não se conhecem dados biográficos precisos sobre Boécio de Dácia. Conhece-se um pouco melhor o ambiente agitado e teoricamente muito criativo da década de 1270 na Faculdade de Artes de Paris, onde Boécio ensinou e escreveu as suas obras, e onde foi contemporâneo de Sigério de Brabante, enquanto Tomás ensina na Faculdade de Teologia. No seus opúsculos A eternidade do mundo e O sumo bem encontram-se algumas das 219 proposições que o bispo de Paris, auxiliado por uma comissão, proibiu em 7 de Março (embora seja discutível que os censores tenham apreendido exatamente o sentido do pensamento de Boécio de Dácia e a ele se refiram diretamente).

 

Data

Boécio de Dácia 

Acontecimentos

1210

 

Proibição de leitura pública em Paris dos libri naturali e da Metafísica de Aristóteles

1215

 

Estatuto de Artes, de Roberto Courçon. Confirmação da proibição de 1210.

 

 

Confirmação pelo papa Gregório IX da proibição da leitura pública de Aristóteles, até ser expurgado de erros conta a fé.

?

Nascimento de Boécio na Dácia (Suécia/Dinamarca)

 

1255

 

Novo Estatuto da Faculdade de Artes da Universidade de Paris, que prescreve a obra de Aristóteles como estrutura do curriculum

 

Estudos na Faculdade de Artes

 

1270

 

(10 de Dezembro) Condenação pelo bispo de Paris, Estêvão Tempier, de 13 erros

c. 1265-1277

Boécio ensina na Faculdade de Artes de Paris e compõe as suas obras, entre as quais o Sobre a eternidade do mundo e o Acerca do sumo bem e comentários às obras lógicas de Aristóteles

 

1272-1275

 

Cisão na Faculdade de Artes

1277

 

(7 de Março) Condenação pelo bispo de Paris, Estêvão Tempier, de 219 contra a fé ensinados na Faculdade de Artes de Paris

 

Boécia de Dácia abandona Paris, sendo possível que tenha entrado para a Ordem Dominicana

 

 

II. Bibliografia

Obras

Edição crítica

As obras conhecidas de Boécio de Dácia estão publicadas em edição crítica na série Corpus philosophorum Danicorum Medii Aevi, publicada em Copenhaga:

- vol. IV: Boethii Daci Modi significandi sive Questiones super Priscianum Maiorem, ed. J.Pinborg & H.Roos, 1969

- vol. V.1: Boethii Daci Quaestiones de Generatione, ed G.Sajó, 1972

- vol. V.2: Boethii Daci Quaestiones super libros Physicorum, ed. G.Sajó, 1974

- vol. VI.1: Boethii Daci Quaestiones super librum Topicorum & Opuscula, ed. J.Pinborg & N.J.Green-Pedersen, 1976

- vol. VI.2: Boethii Daci Opuscula, ed. J.Pinborg & N.J.Green-Pedersen, 1976

     [Inclui: De aeternitate mundi; Se summo bono; De somniis]

- vol. VIII: Boethii Daci Quaestiones super IVm librum Meteorologicorum, ed. G.Fioravanti, 1979

- vol. IX: Boethii, Petri Alverniensis aliorumque Sophismata, ed. S.Ebbesen & I.Rosier (em preparação).

 

Traduções

Em português

 

Outras edições e traduções

 

Estudos

 

TEMAS

Eternidade do mundo

amplo estudo, tradução, dossier de textos e bibliografia em Cyrille Michon (colab. de Olivier Boulnois, Nathanaël Dupré La Tour), Thomas d’Aquin et la controverse sur l’éternité du monde : traités sur l’éternité du monde de Bonaventure, Thomas d’Aquin, Jean Peckham, Boèce de Dacie, Henri de Gand et Guillaume d’Ockham, Flammarion, Paris 2004.

 

Natureza da Filosofia

 

Felicidade

 

CANTO-SPERBER, Monique (ed.), Dictionnaire d’éthique et de philosophie morale, PUF, Paris 1996.

© 2018 José Meirinhos. Página actualizada a 27-10-2011
Desenvolvido por