• IF

  • Publications

    navigation

A Dor e o Sofrimento - Abordagens

Maria José Cantista (coord.), «A Dor e o Sofrimento - Abordagens» 2001

Go back
Publication of Archived Group GFMC (2001 - 2015), now integrated in:
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
    • Type:

      Theses
    • Author:

      Maria José Cantista (coord.)
    • Title:

      A Dor e o Sofrimento - Abordagens
    • Year:

      2001

    Summary

    A Dor e o Sofrimento - Abordagens

    Colecção Nous, Campo das Letras

    Description

    O presente volume reúne as conferências e comunicações apresentadas no Colóquio Internacional "A Dor e o Sofrimento hoje", organizado em 2000 pelo GFMC no âmbito do Projecto de Investigação Para uma Antropologia da Dor e do Sofrimento.

    A dor e o sofrimento são realidades que a todos nos achacam – quem nunca teve uma dor ou quem nunca sofreu? –, fazem parte intrínseca da natureza humana, são, afinal, um dos sintomas da sua "normalidade". Sem centros álgicos que funcionem regularmente, o homem não chega a "homem": morre prematuramente, por ausência de possibilidade de tomada de todas as precauções relativas às agressões do mundo ambiente. São bem conhecidas as patologias neste domínio que fazem, por exemplo, com que uma criança viva perfeitamente "acorrentada", sob vigilância contínua dos pais, para se não queimar, ou cortar, ou ferir mortalmente.

    A inevitabilidade da dor e também do sofrimento (de diversíssima índole, desde a perda de um ente querido às injustiças e violências infligidas, etc.) é algo tão sabido por nós, como também ignorado, na súbita estranheza de uma sempre inesperada visita. Trata-se de realidades que têm tanto de familiar, como de estranho e pavoroso. Face a um fenómeno tão antinómico, o filósofo questiona-se sobre o teor do seu sentido. Juntamente com a morte, a dor e o sofrimento são questões filosóficas por antonomásia, porque escapam, na sua radicalidade última, à resolução - presente ou futura - no âmbito estritamente científico; ou se quisermos, noutra perspectiva, no âmbito de qualquer técnica de dominação da dor e do mesmo sofrimento. São questões metafísicas e morais que se prendem com a essência mesma do homem, com a sua (in)justificação fundacional, com o risco da sua liberdade, com a realidade do mal e o cortejo de situações que o acompanham: violência, tortura, ódio, inveja, prepotências… (Do Prefácio)


    ÍNDICE

    Prefácio, p. 9

    PRIMEIRA PARTE - Conferências

    - Nicolas Grimaldi - Le Désir et le temps: une douleur sans objet, p. 15
    - Rafael Alvira - Ser Afectado y Sufrir, p. 33
    - Alejandro Llano - Antropologia de la Dependência, p. 41
    - David Pavón - Vacíos que Duelen: Definiciones freudianas de lo que falta en quien? p. 53
    - José Esteves Pereira - Do Castigo de Prometeu ao Mito de Sísifo: a dor, o sofrimento e a esperança, p. 97
    - Jérôme Porée - La Sensation douloureuse exist-t-elle ?, p. 103
    - Maria Luísa Couto Soares - A Intencionalidade do Sentir, p. 125
    - Fernando Guimarães - Transformar a Dor num Poema, p. 141
    - Jorge Vicente Arregui - ?Un manotazo duro, un golpe helado?. Sobre la actitud ante la muerte, p. 149
    - Jacinto Choza - Ontosociología del Sufrimiento, p. 169
    - Catherine Audard - Souffrances sociales, reconnaissance et solidarité, p. 183
    - Manuel Sumares - Depois de « Depois de Auschwitz » : A integração do luto na razão, p. 193
    - Maria Luísa Portocarrero - Corpo-Próprio, Sofrimento, Memória, p. 203
    - Maria Manuel Araújo Jorge - Poderes e Limites da Investigação Biomédica diante da Dor e do Sofrimento, p. 215
    - Daniel Innerarity - Patética. Los Deberes de los Acontecimientos, p. 229
    - Luís de Araújo - Em torno dos Critérios Referenciais da Bioética, p. 249
    - José Maria da Costa Macedo - Existência e Sofrimento, p. 257
    - Michel Dupuis - Douleur et totalité (à partir de Buytendijk), p. 271
    - Maria José Cantista - Na Raíz do Sofrimento : Uma fenomenologia do dom, p. 283
    - José Jacinto Ferreira de Farias - O Sofrimento: Enigma e Mistério. Uma aproximação teológica, p. 291
    - António Braz Teixeira - Sentido Metafísico da Dor no Pensamento de Sant?Ana Dionísio, p. 309
    - Eduardo Abranches de Soveral - Felicidade e Sacrifício em Agostinho da Silva, p. 319
    - Manuel Cândido Pimentel - A Metafísica da Dor em Leonardo Coimbra, p. 325

    SEGUNDA PARTE

    Painel A - Literatura e Sofrimento
    - Mário Claúdio - O Berço de Shelley, p. 337
    - Fernando Pinto do Amaral - O Pecado da Acédia, p. 339
    - Carlos Magno - A Dor na Literatura, p. 347

    Painel B - Filosofia e Sofrimento
    - Bénédicte Houart - Dor de Pensar, Dor de Escrever a Partir de J.-F. Lyotard, p. 353
    - Maria Manuela Martins - Algumas Reflexões sobre a Dor: Santo Agostinho, p. 363
    - Sofia Miguens - Critérios de Experiência (Wittgenstein, Malcolm e Dennett acerca dos sonhos), p. 373
    - André Veríssimo - Banalidade do Mal: Morte e esperança, p. 387

    Painel C - Medicina e Sofrimento
    - Manuel Silvério Marques - Dar com uma mão, tirar com a outra? da Sensibilidade e da Insensibilidade em Medicina, p. 417
    - António Martins da Silva - Sobre a Dor e o Sofrimento, Entendidas por um Médico, p. 449

    Sessão de Reflexão e Intervenção sobre Trabalho e Sofrimento
    - Carlos Borrego - Ser Trabalhador e ser Cidadão, p. 457
    - Eduardo Lourenço - Literatura e Sofrimento, p. 461

    Go back