• IF

  • Publications

    navigation

Da Ética à Utopia em Educação

Eunice Nascimento / José Luís Gonçalves / Fátima Fernandes / Paula Leitão, «Da Ética à Utopia em Educação» 2004

Go back
Publication of Archived Group GFE (2004 - 2015), now integrated in:
  • Thematic Line


    Philosophy of Education
  • Research Group


    Philosophy of Education and Contemporaneity
    • Type:

      Theses
    • Author:

      Eunice Nascimento / José Luís Gonçalves / Fátima Fernandes / Paula Leitão
    • Title:

      Da Ética à Utopia em Educação
    • Year:

      2004

    Summary

    Da Ética à Utopia em Educação

    Description

    Edição: 2004
    Páginas: 304
    Editor: Edições Afrontamento

    Nesta obra colectiva, os temas e os autores abordados (Hans Jonas, Abdallah-Pretceille, Hannah Arendt e Paul Ricoeur) proporcionam uma atraente e desafiadora multiplicidade de perspectivas e preocupações que convidam a uma leitura exigente e certamente gratificante. Não havendo uma coincidência de pontos de vista e existindo um leque vasto de preocupações, o leitor deparará com um significativo rasgar de horizontes.

    Aborda-se, nomeadamente a proposta de distinção feita por Jonas entre ética do futuro e ética no futuro, através da qual o autor pretende realçar a preocupação presente pelo futuro em detrimento de uma postergação para esse futuro de cuidados que, então, poderão já eventualmente não ter cabimento, por a própria existência ter sido, entretanto, gravemente comprometida ou definitivamente aniquilada.

    Ricoeur propõe-nos a ideia de exploração do possível, à qual é emprestada uma radicalidade em que a dúvida abala e fragmenta o óbvio da ordem actual, ao mesmo tempo que alimenta o trabalho da memória, e com este, a representação crítica do passado, impondo-se uma ética da esperança e da solicitude.

    Em Hannah Arendt, o reconhecimento do novo - ou da natalidade - e da acção enquanto categorias filosóficas traz consigo a valorização de uma educação que deverá permitir a formação de seres humanos capazes de recusarem o totalitarismo pela afirmação do político, emergindo uma ética da acção.

    Finalmente, com Abdallah-Pretceille, é a ética da pessoa que impõe a própria noção de pessoa como um valor, como uma utopia e como a principal finalidade dos processos educativos.


    ÍNDICE

    Prefácio – p. 9

    Capítulo 1 - "O «Princípio Responsabilidade» de Hans Jonas: em busca dos fundamentos éticos da educação contemporânea", por Maria de Fátima Araújo Fernandes – p. 13

    Capítulo 2 - "Interculturalidade e Personalismo: uma abordagem antropológica a partir da interpelação crítica de Abdallah-Pretceille", por José Luís de Almeida Gonçalves – p. 69

    Capítulo 3 - "A acção plural em Hannah Arendt ou o político enquanto utopia da educação", por Maria Paula de Melo Leitão – p. 153

    Capítulo 4 - "A dimensão filosófico-antropológica da Utopia em Paul Ricoeur: repercussões na Filosofia da Educação ", por Eunice Constança Paredes Povoas Nascimento –  p. 203

    Go back

    Activities