• IF

  • Publications

    navigation

Problemáticas Filosóficas da Educação

Adalberto Dias de Carvalho (org.), «Problemáticas Filosóficas da Educação» 2004

Go back
Publication of Archived Group GFE (2004 - 2015), now integrated in:
  • Thematic Line


    Philosophy of Education
  • Research Group


    Philosophy of Education and Contemporaneity
    • Type:

      Theses
    • Author:

      Adalberto Dias de Carvalho (org.)
    • Title:

      Problemáticas Filosóficas da Educação
    • Year:

      2004

    Summary

    Problemáticas Filosóficas da Educação

    Description

    Edição: 2004
    Páginas: 256
    Editora: Edições Afrontamento

    Nesta obra colectiva as problemáticas filosóficas, mais do que projectadas no terreno da educação - enquanto prática e área de investigação -, emergem desse mesmo solo ou nele encontram um espaço privilegiado de configuração do seu sentido.  

    Veja-se designadamente o caso do dilema entre perspectivar-se a finalidade da educação como sendo felicidade ou o sofrimento. Se para o senso comum a resposta poderá parecer evidente, e, por isso, o dilema extemporâneo, a sua formulação tem, porém, um significado existencial preciso.

    Supondo então que tal enunciação é aceite, constatar-se-á que o esforço de elucidação não poderá ficar restringido ao âmbito das abordagens estritamente psicológicas ou sociológicas. A perspectivação filosófica afigura-se aqui como primordial até porque foi ela que proporcionou a própria problemática que subjaz ao dilema apresentado. Na verdade, pensar-se que, independentemente da aspiração à felicidade - como coroamento da vida ou como recompensa complementar -, o sofrimento é necessário para a consciencialização existencial dos limites do humano - e daí o carácter incontornável da frustração -, inclusive pela representação antecipante da morte, enquanto singularidade humana, é pensar filosoficamente.

    Esta obra é, assim, um contributo mais para a percepção dos sentidos da educação, ainda que a busca destes acabe por gerar mais perplexidades do que respostas imediatas. Há, todavia, que enfrentar essas perplexidades, fugindo-se, por isso, ao simplismo enganador do pragmatismo ideológico que, sendo atractivo pela sua operacionalidade aparente, se limita contudo a estreitar ainda mais e a agudizar caoticamente o autêntico drama social e pessoal da educação contemporânea.

    Go back