• IF

  • Publications

    navigation

Racionalidade

Sofia Miguens, «Racionalidade» 2004

Go back
Publication of Archived Group GFMC (2004 - 2015), now integrated in:
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
    • Type:

      Theses
    • Author:

      Sofia Miguens
    • Title:

      Racionalidade
    • Year:

      2004

    Summary

    Racionalidade

    Colecção Campo da Filosofia nº 22, Campo das Letras

    Description

    Edição: 2004
    Páginas: 216
    Editora: Campo das Letras

    A questão da racionalidade, da avaliação do pensamento pelo pensamento, é uma questão antiga e um terreno tradicional da filosofia: é difícil, ou mesmo impossível, nomear um filósofo que não tenha pensado sobre os princípios que guiam a forma como pensamos e agimos. O que é novo é a forma como essa avaliação pode e deve ser feita considerando dados da ciência cognitiva. O que se procura, de qualquer forma, com uma teoria da racionalidade é: (i) uma descrição ou caracterização dos factores em jogo nas ocasiões em que agentes passam de determinadas crenças para outras crenças, adicionam ou eliminam crenças do seu corpo de crenças, ou optam, a partir de um conjunto de crenças, por um curso de acção por entre várias alternativas, (ii) um conjunto de hipóteses acerca da forma como decidimos entre critérios de correcção quando falamos da justificação ou racionalidade de crenças e acções, (iii) um conjunto de hipóteses acerca das razões por que queremos saber (se de facto queremos) se as nossas crenças são verdadeiras e os nossos raciocínios e acções racionais.

    (Do projecto de investigação "Rationality, Belief, Desire - Motivation to action from the viewpoint of the theory of mind")


    ÍNDICE

    Prólogo, p. 9

    Origens, p. 15

    Introdução - Estudos da racionalidade e a ideia de uma teoria filosófica da racionalidade. Questões para uma teoria filosófica da racionalidade, p. 17

    1. Cânones de racionalidade e critérios de correcção, p. 19
    2. Teorias normativas e agentes reais, p. 22
    3. Modelos de racionalidade e sua suposta refutabilidade empírica, p. 25
    4. Suposição de racionalidade na teoria da mente, p. 29
    5. Estatuto do mental na realidade e estatuto dos folkconcepts, p. 31
    6. Desejos e estrutura motivacional dos agentes. Acção e racionalidade na acção, p. 33
    7. A questão alargada da racionalidade, p. 37
    8. A questão fenomenológica da racionalidade, p. 41
    9. A questão pessoal da racionalidade, p. 43

    Capítulo 1 - O que é ser racional? Investigações sobre racionalidade: história e organização da literatura, p. 47

    - Racionalidade: racionalidade instrumental, racionalidade teórica, racionalidade prática, p. 47
    - Aristóteles, a racionalidade teórica e a racionalidade prática, p. 53
    - Teoria da decisão racional, p. 57
    - Poderá a racionalidade ser empiricamente refutada? Psicologia cognitiva: juízo e tomada de decisão, p. 65
    - Como interpretar os resultados da psicologia cognitiva?, p. 76
    - Psicologia evolutiva e racionalidade - resultados e interpretações, p. 79

    Capítulo 2 - Filosofia e racionalidade prática: o que devemos fazer?, p. 91

    - Acção, modelo crença-desejo, intenção na acção, razões e causas. E. Anscombe e D. Davidson, p. 93
    - Racionalidade na acção: a teoria instrumental, p. 104
    - Filosofia moral: D. Hume versus I. Kant, p. 106
    - Hume: motivação para a acção, p. 108
    - Kant: motivação para a acção, p. 111
    - Hume, Kant e a deliberação, p. 113
    - Da filosofia moral à filosofia política. Da motivação individual para a acção a concepções de sociabilidade e coordenação das acções de indivíduos - a tradição sentimentalista (D. Hume e A. Smith), p. 114

    Capítulo 3 - Filosofia e racionalidade teórica: em que devemos acreditar?, p. 119

    - Quem deve estudar a racionalidade, o cientista cognitivo ou o filósofo? A. Goldman e S. Stich acerca de questões meta-epistemológicas, p. 119
    - A. Goldman - a natureza da justificação, p. 122
    - S. Stich - contra a 'epistemologia analítica': justificação e pragmatismo, p. 133

    Capítulo 4 - Duas teorias filosóficas da racionalidade, p. 147

    - Simon Blackburn - a mente e a natureza da racionalidade prática, p. 147
    - Motivação para a acção: sentimentalismo versus racionalismo. Natureza das pretensões normativas: expressivismo, p. 148
    - Os desejos, o eu e os outros: sentimentos morais e crítica ao egoísmo psicológico, p. 153
    - Importância e problemas da proposta de Blackburn, p . 163
    - Robert Nozick - uma teoria da racionalidade simbólica, p. 165
    - Princípios, p. 166
    - Da teoria da decisão à ética: princípios e significado simbólico, p. 169
    - Regras práticas para a racionalidade teórica. A verdade como fim cognitivo, p. 179
    - Limites da racionalidade instrumental: natureza e valor da racionalidade. Desejos e princípios, p. 185

    Conclusão, p. 189

    Bibliografia, p. 199

    Índice de autor, p. 209

    Índice temático, p. 211

    Go back

    Activities