• IF

  • Activities

    navigation

É POSSÍVEL 'ACESSARMOS' OS ATRIBUTOS INFORMACIONAIS ACERCA DO MUNDO SEM HAVER REPRESENTAÇÃO MENTAL?

From: 2016-03-01 To:2016-03-01

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • MLAG RESEARCH SEMINAR 2015-2016

    É POSSÍVEL 'ACESSARMOS' OS ATRIBUTOS INFORMACIONAIS ACERCA DO MUNDO SEM HAVER REPRESENTAÇÃO MENTAL?

    Gustavo Gava (MA Student - Universidade do Porto)

    1 de março 2016 (terça-feira)

    15h30 | Sala 201 (Piso 2)

    Entrada livre

     

    Resumo: O tratamento da questão do que constitui o mundo e como percebemos a sua natureza manifesta, tema central na filosofia aristotélica, é uma das bases de discussão desenvolvida por diferentes pesquisadores em suas mais diversas áreas do conhecimento. Sobretudo importante no resgate às problemáticas que tais temáticas envolvem no campo ontológico e epistemológico. Embora algumas áreas relacionadas não se comuniquem diretamente, é por meio da Ciência Cognitiva que tais discussões acabam se envolvendo por meio de uma relação interdisciplinar – como acontece nas áreas que envolvem: a física, a inteligência artificial, a psicologia experimental, a filosofia da mente, a neurociência, a biologia, entre outros. Para o filósofo, físico e matemático Wolfgang Smith; “o mundo suporta atributos que transcendem a percepção”. Embora, às vezes, tal afirmação possa parecer solipsista, trata-se de uma questão realista. Para esta discussão, discutir-se-á hipoteticamente em que momento o ambiente torna-se mundo e, como a tríade deflação informacional mundo-corpo-mente passa por meio de um processo de resignificação representacional entre a transdução (órgãos dos sentidos) e a tradução (looping graft cognitivo).

    "One of the most remarkable capacities that nature has seen fit to bestow upon us human beings is our sense of subjective time in which we exist. We do not think about this subjective time; we take it for granted as we take for granted the air we breathe. But we can, if we decide to do so, reflect on the fact of our protracted existence in time that extends from the present 'back' into the past and 'forward' into the future"
    Endel Tulving

    Imagem: Photo by John McDougall (Chronesthesia – Functional Ambience)

     

    Organização:
    Research Group Mind Language and Action Group (MLAG)
    MLAG Seminars 2015-2016 (Sofia Miguens, João Santos, Luís Veríssimo e Brena Fernandez)
    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Financiamento: FCT

    Go back

    Activities