• IF

  • Activities

    navigation

Miranda do Douro e Bragança no Renascimento: Pensamento – Arte – Sociedade

From: 2015-09-10 To:2015-09-11

Go back
Group GFM (2015 - 2015) now integrated in:
  • Thematic Line


    Medieval & Early Modern Philosophy
  • Research Groups


    Aristotelica Portugalensia
    Reason, Politics & Society
  • Jornada de estudo dedicada ao pensamento, cultura e sociedade no bispado de Miranda nos séculos XVI e XVII.

    Pensamento – Arte – Sociedade em Miranda do Douro e Bragança 
    (Séculos XVI - XVII) 

    Picote, Miranda do Douro, 10 e 11 de setembro de 2015
    Frauga / Centro de Recursos Terra Mater

     

    Jornada de estudo dedicada ao pensamento, cultura e sociedade no bispado de Miranda nos séculos XVI e XVII. O bispado de Miranda foi criado em 1545 e ali exerceram funções bispos ilustrados ou por lá residiram humanistas forçados ao exílio, ou eminentes figuras do Renascimento português como Diogo de Teive. Dois dos mais importantes e menos conhecidos pensadores portugueses do século XVII (Cristóvão Gil e Oróbio de Castro) são originários de Bragança. Pretende-se com este encontro compreender a dinâmica cultural local, a partir também da obra de alguns dos autores originários da região ou que nela tiveram que viver.

    Esta jornada de estudos, que é a segunda parte dos "Encontros da Primavera" 2015 da Frauga, é a primeira de uma série dedicada ao estudo do Pensamento, arte e sociedade nas Terras de Miranda, desde o final da Idade Média até à atualidade. As jornadas/encontros são organizados pela FRAUGA em colaboração com unidades de investigação e entidades públicas e privadas.

    PROGRAMA

    10 de setembro

    9h30

    Abertura: Entidades organizadoras e Entidades convidadas: Jorge Lourenço (Diretor da FRAUGA); Gonçalo Peres (Presidente da Junta de Freguesia); José Meirinhos (IF/FLUP)

    10h00-10h30

    Moderação e Comentário: Gonçalo Figueiredo (IF / GFM)

    José Meirinhos (FLUP), Pensamento, cultura e sociedade no bispado de Miranda (séculos XVI-XVII)

    10h45-12h45

    Moderação e Comentário: Ángel Poncela (Universidad de Salamanca)

    Paula Silva (FLUP), Cristóvão Gil: Comentário sobre o De anima no contexto das obras e da atividade universitária

    João Rebalde (IF/GFM), "Natura pura": de Tomás de Aquino aos escolásticos do século XVI

    Debate

    16h30-18h30

    Moderação e Comentário: Patrícia Calvário (IF / GFM)

    Nelson Rebanda (Direção Regional de Cultura do Norte) / Mónica Salgado (Arqueóloga, CMMD): Arte e Sociedade na região do planalto mirandês, séculos XVI-XVII

    19h00-20h00

    Moderação e Comentário:

    António Bárbolo Alves (Diretor do Museu Terra Mater), Língua mirandesa: origens e caraterísticas

    Mário Correia (Diretor Sons da Terra), Música tradicional mirandesa

    11 de setembro

    10h00 - 12h30

    Moderação e Comentário: Celia López Alcalde (IF / GFM)

    José Meirinhos (FLUP), Elegia de um exilado e o humanista Diogo de Teive em Miranda

    Ana Lima (IF / GFM), Oróbio de Castro: apologética e razão

    Debate

    17h00-19h00

    Moderação e Comentário: 

    Nelson Rebanda / Celina Pinto (Diretora do Museu da Terra de Miranda) / António Rodrigues Mourinho (Historiador): A Sé de Miranda: arquitetura e arte

    19h00

    Encerramento e conclusões

    Jorge Lourenço (Frauga)
    António Bárbolo Alves (Terra Mater)
    José Meirinhos (IF)


    Organização:
    José Meirinhos (pres.) - Jorge Lourenço - António Bárbolo Alves
    GFM / Instituto de Filosofia / Centro de recursos da Terra Mirandesa / Museu Terra Mater / FRAUGA.

    Comissão Científica:
    José Meirinhos - Paula Oliveira e Silva - Nelson Rebanda

    Financiamento:
    Iniciativa co-organizada com financiamento do Projeto Estratégico do Instituto de Filosofia da Universidade do Porto (UID/FIL/00502/2013), financiado por Fundos Nacionais através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

    Go back