• IF

  • Activities

    navigation

Ser ou não ser kantiano - uma interpretação da teoria kantiana do juízo (Prof.ª Sofia Miguens)

From: 2013-02-22 To:2013-02-22

Go back
Group MLAG (2013 - 2015) now integrated in:
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Mind, Language & Action
  • SER OU NÃO SER KANTIANO
    uma interpretação da teoria kantiana do juízo

    22 de fevereiro | 13h30 | Sala 208 | FLUP

    Sofia Miguens
    Departamento de Filosofia e Instituto de Filosofia
    Universidade do Porto

     

    Abstract: O meu principal objectivo neste seminário é explicar os traços centrais da interpretação que Béatrice Longuenesse faz da Crítica da Razão Pura em Kant and the Capacity to Judge – sensibility and discursivity in the transcendental analytic of the Critique of Pure Reason (1998). Interessa-me sobretudo analisar em que medida o foco de Longuenesse no juízo (ou melhor, na capacidade de julgar, Vermögen zu urteilen, e, assim, na actividade mental relacionada com as formas lógicas do juízo) a distingue por entre outros intérpretes de Kant e a obriga a explicitar o que Kant entende por ‘lógica’. Pretendo ainda pôr em relevo os princípios de certas aplicações da teoria kantiana do juízo que interessam a própria Longuenesse, nomeadamente as aplicações a concepções da auto-consciência e de juízos empíricos (i.e. da percepção). Finalmente, porque no quadro do Projecto The Bounds of Judgement a abordagem da teoria kantiana do juízo tem como horizonte o contraste desta com a teoria fregeana do juízo[1], avanço os primeiros pontos para uma comparação dos compromissos ontológicos (e lógicos) últimos respectivos, visíveis nas concepções respectivas de ‘objectos’ e ‘conceitos’.

    ________________________________________
    [1] A nossa interpretação de referência de Frege tem sido, no projecto, a de Charles Travis (cf. Travis, Charles, forthcoming 2013, Perception – Essays after Frege, Oxford, Oxford University Press; Travis, Charles, & Miguens, Sofia, The Logical Alien At 20, Cambridge MA, Harvard University Press (in preparation), bem como as Lecture Notes do Curso Frege and Frege Interpreters (2011, FLUP) (Sofia Miguens e Susana Cadilha).

    Cartaz de divulgação

    (Project PTDC/FIL-FIL/109882/2009, The Bounds of Judgement – Frege, cognitive agents and human thinkers)

    ____________________________________________
    Instituto de Filosofia (UI&D 502)
    Faculdade de Letras da Universidade do Porto
    Via Panorâmica s/n
    4150-564 Porto
    Tel. 22 607 71 80
    E-mail: ifilosofia@letras.up.pt
    https://ifilosofia.up.pt/
    Financiamento, avaliação e auditoria do Instituto de Filosofia: FCT; COMPETE; QREN; UE

    Go back

    Activities