• IF

  • Activities

    navigation

Sessão 9 | PPS Talks | 2021-2022 | Zoom Seminars

From: 2021-10-04 To:2021-10-04

Go back
  • Thematic Line


    Modern & Contemporary Philosophy
  • Research Group


    Philosophy & Public Space
  • 4 de outubro 2021 (segunda-feira) | 18h00

    Sessão 9

    Por uma educação humanista com Martha Nussbaum

    Leitura e interpretação da obra "Sem fins lucrativos: porque precisa a democracia das humanidades".

    | Ana Carina Vilares (IF-UP)

     

    Moderação: Maria João Couto (IF-UP)

     

    ONLINE
    Link para a sessão Zoom deve ser solicitado por email: ifilosofia@letras.up.pt (até às 17h00 do dia 30 de setembro - 5ª feira).
    Por favor, indicar afiliação institucional e categoria (professor, estudante, etc.) para completar a inscrição.

     


    Resumo: Para Martha Nussbaum, o filósofo é um ser humano profissional. Por via do ergon aristotélico, Nussbaum corporiza essa ideia e a ela dedica todo o seu trabalho filosófico. Esse ergon, enfatiza Paul Ricoeur, instaura “a tarefa do homem enquanto tal, como há uma tarefa para o músico, para o médico, para o arquiteto. (…) Esse ergon é a vida, tomada no seu conjunto, o padrão de excelência de uma prática particular.” Neste espírito, na obra Sem fins lucrativos: porque precisa a democracia das humanidades, originalmente publicado nos EUA em 2010, Nussbaum denuncia a submissão da educação, nas Escolas e Universidades, à univocidade do padrão de desenvolvimento económico assente no crescimento do Produto Nacional Bruto (PNB). De acordo com este, “a vida” deixa de ser “tomada no seu conjunto”, “o padrão de excelência” cede lugar ao padrão instrumental, com vista ao lucro, coartando o desenvolvimento integral da personalidade humana. Para a enunciação, a filósofa propõe um modelo de Desenvolvimento Humano, que não descura nem menospreza a riqueza das nações, mas que se preocupa em aprofundar nos seus cidadãos, por via das artes e das humanidades, uma maior distensão ou largueza de vistas como capacidade ética. Essa distensão assentará na aprendizagem e no aprofundamento do exercício racional e compassivo encaminhando-o assim para uma efetiva compreensão humana. Segundo sublinha Nussbaum: “[os]s educadores que defendem o crescimento económico não se limitam a ignorar as artes [e as humanidades]: eles temem-nas. Porque uma compreensão refinada e desenvolvida representa um inimigo particularmente perigoso para a estupidez, e a estupidez moral é necessária para a concretização de programas de desenvolvimento económico que ignoram a desigualdade. É mais fácil tratar as pessoas como objetos passíveis de manipulação se nunca aprendemos outra forma de as olhar.” (Nussbaum, 2019, p. 63) Será este caminho desconstrutivo e construtivo, pleno de propostas pedagógicas que operacionalizem outras formas de ver a vida e o mundo, que seguiremos pela mão de Martha Nussbaum.  

    NUSSBAUM, M. (2019). Sem fins lucrativos: porque precisa a democracia das humanidades. Lisboa: Edições 70.

     

     

    Ana Carina Vilares: Doutorada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, desde 2014. Investigadora integrada do Research Group Philosophy and Public Space do Instituto de Filosofia da FLUP. Professora de Filosofia, Psicologia, Cidadania e desenvolvimento no Ensino Secundário. Principais publicações: 1. O percurso ético do reconhecimento: um diálogo com Adela Cortina (2017) Porto: Edições Afrontamento; 2. “Recognition and Public Space: the challenge of receiving migrants and refugees in our cities.” (Octubre 2020). Revista Diálogos, (106), Universidad de Puerto Rico, pp. 30-49.

     


     

    Ciclo de Seminários PPS Talks 2021-2022 | Zoom Seminars: https://ifilosofia.up.pt/activities/pps-talks-2021-2022-zoom-seminars

     

    Imagem: Fotografia de Irandina Afonso

     

    Organização:
    Research Group Philosophy and Public Space
    Apoio técnico, divulgação e comunicação: Irandina Afonso | Isabel Marques
    Instituto de Filosofia da Universidade do Porto - FIL/00502
    Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)

    Go back