Username: Senha:  Ok
http://193.137.34.200/proj/papsin/books
© 2024 PAPSin - Fotos: Yuiza M
Rivera, Irandina Afonso e Maria João Couto
Página actualizada a 05-06-2023
Página impressa a 25-05-2024

BOOKS


Differences in the City: Postmetropolitan Heterotopias as Liberal Utopian Dreams

Jorge León Casero
Julia Urabayen
(eds.)

2020
Nova Science Publishers
ISBN 978-1-53618-496-9

Book purchase here and here.

This book brings together various analyses and investigations that maintain conflicting positions on the emancipatory or ideological-alienating character of heterotopias with the dual objective of avoiding their Western-centric bias and preserving any possible trait of emancipatory potential that may be rearticulated from an epistemological diversity viewpoint. With these objectives in mind, we have organized the twenty-two articles that make up this book into five major thematic sections, coinciding with some of the main topics around which socio-spatial debates dedicated to heterotopias have taken place in the last twenty-five years: the postmetropolis, public space, the right to the city, gender relations and their symbolic condition. Although these five categories should not be understood as unrelated compartments - but quite the opposite - we have chosen to use this classification as an analytical tool to illuminate some of the focal points around which to exercise effective critique of one of the most frustratingly incomplete, inconsistent [and] incoherent concepts of socio-spatial theory.

Contents information here.


Narrar las ciudades. El espacio urbano a través de los textos

[Narrating the Cities. Urban Space through Textuality]

 

Francisco Colom González
(ed.)

2020
Anthropos
ISBN 9788417556358

Book purchase here.

La historia de una ciudad puede interpretarse a través de su espacio urbano. Sin embargo, la morfología urbana no habla por sí sola. Las ciudades no son sólo espacios construidos: son también espacios vividos. La posibilidad de leer una ciudad nos remite a su pasado, a su estructura social y espacial, pero también a las historias que nos cuentan cómo fue vista y vivida por sus coetáneos. Las ciudades se nos presentan en este sentido como espacios narrativamente mediados, un repositorio de la memoria individual y colectiva de sus habitantes que nos es transmitido a través de sus relatos, creaciones y legado personal. Este volumen explora una serie de ciudades del mundo a través de autores y artistas para quienes alguna de ellas jugó un papel fundamental en su vida y en su obra.

Contents information here.


The Routledge Handbook of Philosophy of the City

  

Sharon M. Meagher,
Samantha Noll,
Joseph S. Biehl
(eds.)

2019
Routledge
ISBN 9781138928787

        Book purchase here and here

The Routledge Handbook of Philosophy of the City is an outstanding reference source to this exciting subject and the first collection of its kind. Comprising 40 chapters by a team of international contributors, the Handbook is divided into clear sections addressing the following central topics: Historical Philosophical Engagements with Cities; Modern and Contemporary Philosophical Theories of the City; Urban Aesthetics; Urban Politics; Citizenship; Urban Environments and the Creation/Destruction of Place.

The concluding section, Urban Engagements, contains interviews with philosophers discussing their engagement with students and the wider public on issues and initiatives including experiential learning, civic and community engagement, disability rights and access, environmental degradation, professional diversity, social justice, and globalization.

Contents information here.


Turismo Contemporâneo: problemáticas e tendências

[Contemporary Tiurism: problems and trends]


Adalberto Dias de Carvalho

2019
Edições Afrontamento

ISBN 9789723617146

Book purchase here

 Analisar as formas como a publicidade, consciente ou inconscientemente, explora as virtualidades da aventura, do limite e da utopia entendidos enquanto categorias antropológicas.O que procuramos e o que nos é oferecido- em termos de realização do humano - quando hesitamos, escolhemos ou viajamos como turistas? Será a sedução da utopia enquanto expressão e sede de uma alternativa ou, pelo contrário, a sua negação enquanto alteridade radical? A este propósito, haverá aqui diferenças significativas entre o turista que busca o insólito longínquo e aquele que pretende tão-somente o descanso e o prazer numa estância da moda? Haverá diferenças entre o turista que, aspirando ao convívio, quer fugir da solidão e aquele que, querendo escapar à proximidade quotidiana das pessoas, procura aquela? Ou será que, mesmo constatando-se divergências de critérios e projetos, há invariantes antropológicas?


Ici et là. Une philosophie des lieux

[Here and There. A Philosophy of Places]


Étienne Helmer

2019
Verdier
ISBN 978-2-37856-038-6

Book purchase here

 Au nom de l'universel, la plupart des  philosophes font abstraction de notre ancrage local: ils appréhendent l'homme comme être au monde en général, comme être-là. C'est pourtant toujours dans des lieux particuliers que nous nous trouvons, avec leurs contingences topographiques, historiques et matérielles: c'est toujours ici que nous sommes là.

Mais qu'est-ce qu'un lieu, et qu'est-ce que la philosophie peut en dire? En mobilisant la géographie, la littérature, l'anthropologie et l'histoire pour comprendre cet objet négligé de la philosophie occidentale, Étienne Helmer montre combien les lieux sont bien plus que les simples cadres physiques de nos existences: tout à la fois matrices identitaires et formes événementielles, ils engagent le rapport politique que les individus et les groupes entretiennent avec l'universel dans ses aspects théoriques et pratiques.


Philosophy, City and Public Space


Paula Cristina Pereira
Maria João Couto
(Orgs.)

2018
Edições Afrontamento
ISBN 978-972-36-1709-2 

Book purchase here and here


"This is no longer a matter of reconfiguring public space based on the characteristics of the ancient Greek polis or even on the modern nation-states; a new spatialorder - that of the post-metropolis - has emerged, which implies a deep analysis of the impacts economic and social changes (generated by globalization) have had on the life of cities and on democratic experience. It is impossible to think of the human condition in our era without taking into account the urban condition. Philosophers, thus, face a major challenge which, more than anything else, challenges philosophy itself". (From the Introduction)

Contents:

Presentation,  Paula Cristina Pereira and Maria João Couto || Education and the Challenges of our Contemporaneity, Adalberto Dias de Carvalho ||  Interculturality and Cosmopolitanism: the Labour of Anthroponomy,  Ana Carina Vilares || Deliberative Democracy and Civil Society: Designing New Public Spaces,  Domingo García-Marzá || Migrants and the Universal Condition of Being in the World,  Fernando Evangelista Bastos ||  The Right to the City in Henri Lefebvre: from an Ideal to a Real Use of Urban Space, Giuseppa M. D. Spenillo || Technopoly: Building Democracy in a Digital Civilisation,  Joaquim Escola || Do Gods Fly Over Godless Cities?,  José Alberto Pinheiro || The French Republic and Hospitality: Ehtics versus Politics,  Magali Bessone || A Critical Approach to (Inter)Actions in Social Media,  Maria Assumpta Pimenta Dias Coimbra || Insignificant Meanings,  Maria João Couto || Philosophy of the City,  Paula Cristina Pereira || Authors' Biographical Notes.


Ética: dos fundamentos filosóficos aos princípios de ação - Direitos Humanos, educação e intervenção social

[Ethics: from philosophical foundations to principles of action - Human Rights, education and social intervention]


Ermano do Nascimento
José Luís Gonçalves
Miguel Prata Gomes
(orgs.)

2018
Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti (ESEPF)

ISBN 978-989-99984-2-1 

More informations here.

"A obra que agora se oferece aos leitores pretende contribuir para uma reflexão aprofundada sobre os limiares antropológicos que caracterizam o viver humano nas sociedades contemporâneas a partir da identificação de um conjunto de limites éticos que têm vindo a ser ultrapassados e que, por essa razão, põem em causa a dignidade do ser humano nos vários campos em que este se quer construir como pessoa". (in Apresentação, José Luís Gonçalves)


Méthodes en philosophie politique

[Methods in Political Philosophy]


Magali Bessone

2018
Presses universitaires de Rennes
ISBN 978-2-7535-7387-1

Book purchase here and here.


Peut-on faire de la philosophie politique sans étudier l'histoire des concepts et théories politiques? La fonction critique de la philosophie politique transforme-t-elle nécessairement cette dernière en philosophie sociale? Comment la philosophie normative dialogue-t-elle avec les sciences sociales, avec le droit, avec l'économie? Telles sont quelques-unes des questions auxquelles ce volume apporte des réponses croisées, réfléchissant chacune à partir de son objet particulier (la démocratie, la nation, le travail, la peine, l'entreprise, la mondialisation) à la justification et à la légitimation des processus de théorisation qui sont au coeur des méthodes en philosophie politique.

Contents information here.


O Percurso Ético do Reconhecimento. Um diálogo com Adela Cortina

[The Ethical Path of Recognition. A dialogue with Adela Cortina]

   

Ana Carina Vilares

2017
Edições Afrontamento
ISBN 978-972-36-1569-2


Book purchase here and here.

Este livro é fruto de uma investigação dedicada à importância e ao alcance da relação hermenêutica - descritiva, compreensiva e crítica - entre as emoções, os sentimentos e a racionalidade aquando do juízo e da ação morais, a partir do filosofema da razão cordial, criado por Adela Cortina na obra Ética de la razón cordial de 2007.
Nesse horizonte, reflete-se ainda sobre a possibilidade de alargamento da teoria da justiça de John Rawls à teoria das capacidades de Amartya Sen, tentando assim compreender a articulação entre a liberdade como direito e a liberdade como agência, momentos-chave para a teoria da cidadania de Adela Cortina. Do cidadão, e da cidadã - como ciudadanos del mundo - o esforço antropológico de alargamento dos próprios horizontes, do individual pelo universal e do particular pelo comum, é aqui avaliado como o exercício ético por excelência para a construção do entre humanos.


Corpo e pensamento: espaços e tempos de afirmação da vida na sua potência criadora

[Body and thought: spaces and times to affirm life in its creative power]


Valéria do Carmo Ramos
Maximus Taveira Santiago
Paula Cristina Moreira da Silva Pereira
(eds.)

2017
Hucitec
ISBN 978-85-8404-133-6

Book purchase here and here.


Eis aqui uma extraordinária provocação: narrar uma experimentação inscrita no vigor da materialidade de um "comum". A de processos de trabalho coletivos e suas vicissitudes, na área da saúde, realizados entre os campos da extensão, pesquisa e ensino, na Universidade Federal Fluminense em Niterói/Brasil. A intenção é flagrar algumas paragens desses processos de trabalho institucional, aquelas que se diferem exatamente por se fazerem singulares, retidas na memória. Dar visibilidade a dimensões dessa processualidade atravessadas por uma aguda implicação - com a criação, com as questões sociais e culturais, globais e locais, com as exigências de um tempo presente, com a construção absolutamente necessária de um olhar transdisciplinar ante o mundo, com a impermanência, com a alteridade e a diferença em si mesma como dispositivos próprios à vida, em sua forma inventiva e potente. Aproximar e fazer dialogar as práticas da assistência e da academia, de modo que as tornasse campos intercessores. Outros encontros, heterogêneos e incomuns, a gestar, por contágio, outras séries, outras intercessões, a perspectivarem "novas buscas voluntárias do problemático", reafirmando a abertura do próprio campo social da clínica a um fora dela mesma.


Forma y política de lo urbano. La ciudad como idea, espacio y representación

[Morpho-Politics of the Urban. The City as Idea, Space and Representation]


Francisco Colom González
(ed.)

2017
Editorial Crítica
ISBN 978-9584254283

Book purchase here


Este libro aborda el estudio de la ciudad concebida simultáneamente como una comunidad humana, como un espacio para la interacción social y como un entorno material construido por sus moradores a lo largo de generaciones. Pero las ciudades son también receptáculo y portadoras de significados articulados mediante las relaciones sociales. En este último sentido, las ciudades se nos muestran como espacios normativamente mediados, como una concreción de los valores e intereses que han contribuido a configurar su imagen, real o figurada, en el tiempo. A través de una serie de ensayos referidos al ámbito mediterráneo e iberoamericano, este volumen propone explorar la morfopolítica de la ciudad, esto es, los nexos reconocibles entre las normas, las imágenes y las formas de lo urbano. En la primera parte se ofrece una amplia perspectiva de los regímenes políticos de lo urbano en distintos contextos históricos, desde la Roma antigua y el mundo islámico hasta la Europa renacentista y la América colonial y poscolonial. La segunda parte del libro aborda la relación entre determinadas manifestaciones estéticas de lo urbano y los imaginarios sociales reconocibles a través de ellas.


Antropologia da Exclusão ou o Exílio da Condição Humana

[Anthropology of Exclusion or the Exile of the Human Condition]

Adalberto Dias de Carvalho

2013
Porto Editora
ISBN 978-972-0-34861-6

Book purchase here.


Este livro pretende ser um ensaio sobre a necessidade de, em educação e no trabalho social, se adotar uma mudança estratégica de paradigma relativamente àqueles que devem ser os objetivos de qualquer projeto que vise a formação ou o apoio a pessoas, seja a crianças e jovens ao longo da sua vida nas escolas, seja a pessoas em situação de rutura iminente ou já de exclusão consumada. Trata-se, em qualquer dos casos, de perceber que a realização de itinerários de vida, ou a sua reorganização, passa pela capacidade de lidar com riscos, indefinições, mutações, flutuações, etc., que pouco terão a ver com a rigidez de princípios abstratos, a solidez de práticas estáveis ou a segurança de comportamentos que passem pelo conforto da mediania. C'est la marge qui tient la page ("É a margem que segura a página"), eis a frase que um dia Jean-Luc Goddard escreveu e que Philippe Meirieu usou precisamente para ilustrar a importância que as condutas escolares consideradas desobedientes, portanto na margem da educação, podem ter para o entendimento e desenho das intervenções educativa.

Also edited in spanish: Acerca del exilio de la condicion humana. Desafíos para la educación y el trabajo social, Magisterio Editorial, 2016.


Desafios éticos na sociedade tecnologica: respostas às necessidades educativas especiais e educacao para os media

[Ethical challenges in the technological society: answers to special educational needs and media education]

Joaquim Escola
Manuela Raposo
Mª Esther Martínez-Figueira
Ana Paula Aires

2013
Editora Andavira
ISBN: 978-84-8408-725-0

Book purchase here.


Contents information here.


Espaço público. Variações críticas sobre a urbanidade

[Public space. Critical variations on urbanity]


Paula Cristina Pereira 
(ed.)

2012
Edições Afrontamento
ISBN 978-972-36-1282-0

Book purchase here 


Temos assistido a várias oscilações do processo civilizacional, no sentido em que é colocada em causa a construção da coisa pública, revelando-se alguma desatenção face aos fundamentos da democracia, ao sentido da urbanidade e à promoção das condições para o exercício da cidadania. Esperava-se que o espaço público manifestasse da comunicação entre iguais, do reconhecimento recíproco, da possibilidade da construção do consenso, da emancipação e da valorização da liberdade. Numa sociedade com dificuldades em construir um modelo que articule os interesses privados e os interesses públicos, parece fundamental que se volte à discussão em torno do bem comum, como valorização da ação política e como modo de situarmos a política para lá do mero compromisso entre os interesses particulares ou de grupo; mas especialmente com o propósito de pensar (projetar) criativamente o futuro.


Condição Humana e Condição Urbana

[Human Condition and Urban Condition]


Paula Cristina Pereira


2011
Edições Afrontamento
ISBN 9789723611717

Book purchase here and here.


Pensar a condição humana na contemporaneidade implica atender à complexidade crescente da construção da identidade; aos novos fluxos e mobilidades, regionais e globais; às novas formas do exercício do poder - na articulação com a economia de mercado e com as novas tecnologias; e às diferentes relações que, a partir das conexões entre o local e o global, pautam a vida e os projetos de vida. Os crescentes receios do isolamento dos cidadãos e da retração das dimensões pública e política provocados pelo progresso das tecnologias invadem frequentemente as nossas vidas, pois somos confrontados com novas formas de sociabilidade e outros modos de apropriação pessoal e social da técnica e da informação, com consequências na vida pública e na configuração do humano. Este livro traduz alguns dos desafios do futuro e esperamos que suscite um olhar sobre o momento histórico que vivemos como uma oportunidade para pensar as alternativas antropológicas necessárias à construção de uma humanidade mais plena.


(Des)Humano, Demasiado (Des)Humano. O Homem na era digital - Uma reflexão com Pierre Lévy

[(Un)Human, All Too (Un)Human. Man in the digital age - a reflection with Pierre Lévy]


Maria Assumpta Coimbra

2010
Edições Afrontamento
ISBN 9789723611564

Book purchase here and here.


"Este livro não constitui apenas um esforço de legitimação da Maria Assumpta Coimbra em prol das novas tecnologias ou da sociedade digital em que o dedo é o órgão criador, mas representa uma importante reflexão em torno de temas que a Filosofia deve considerar com urgência, já que os novos espaços de nomadismo podem consubstanciar mutações decisivas, seja pela dilatação (ou retracção) da democracia, seja pela emergência de um outro tipo de subjectividade. Penso que não podemos ainda declarar que o ciberespaço poderá promover, com as suas especificidades técnicas, uma nova civilidade e/ou uma nova urbanidade, mas estou certa que a revitalização do pensar depende da capacidade de experienciarmos os desafios e as questões que nos chegam do mundo contemporâneo, no sentido de esclarecermos o que a Filosofia deve fazer hoje e valorizarmos a construção de seres humanos capazes de afirmar, num espaço comum, a dignidade e liberdades humanas". (in Prefácio, Paula C. Pereira)


A filosofia e a cidade (vol. II)

[Philosophy and the City (vol. II)]


Paula Cristina Pereira
(ed.)

2010
Ediçoes Afrontamento
ISBN 9789723611625

Book purchase here and here.


"Neste segundo volume - A Filosofia e a Cidade - reúnem-se os textos apresentados, no 2.º Ciclo de Seminários A Filosofia e a Cidade - organizado pelo Grupo de Investigação Philosophy and Public Space do GFE do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, ao longo de 2009, no sentido de dar continuidade ao debate iniciado em Novembro 2007, no 1.º Ciclo de Seminários e, sobretudo, no desejo de responder ao desafio então lançado: 'abrir a indagação filosófica, sobre a condição urbana como condição humana, ao diálogo com diferentes saberes disciplinares, conjugado no esforço de compreender a multiplicidade de expressões que ocorrem na cidade e que obrigam a reequacionar a construção do humano'". (in Prefácio, Ramón Queraltó)


A filosofia e a cidade

[Philosophy and the City]


Paula Cristina Pereira 
(ed.)

2008
Campo das Letras
ISBN 9789896253530

Book purchase here.


"Este volume contém uma série de contribuições originais que oferecem uma visão filosófica da cidade e dos modos de a habitar. Espero que o leitor desfrute destas contribuições e crie as suas próprias ideias sobre uma realidade que pertence a um futuro que parece chegar através do tempo. Será interessante comprovar, uma ou duas décadas depois, como as tendências aqui analisadas se foram estendendo e solidificando, o modo como as utopias permitem desenvolver o convívio nas novas cidades, ou ainda como as distopias sistemáticas converteram as urbes em infernos organizados nos quais os laços sociais se tornam cada vez mais espúrios e esvaecidos. Seja dado tempo ao tempo". (in Prefácio, Javier Bustamante)


© 2024 PAPSin - Fotos: Yuiza M. Rivera, Irandina Afonso e Maria João Couto. Página actualizada a 05-06-2023
Desenvolvido por