Username:Senha: Ok
http://193.137.34.200/proj/ph/quem_foi
© 2019 José Meirinhos
Página actualizada a 22-08-2011
Página impressa a 18-07-2019

Quem foi Pedro Hispano / Who was Peter of Spain

Pedro Hispano
Peter of Spain

 

Em busca de Petrus Hisoanus

Pedro Hispano / Petrus Hispanus, é tradicionalmente identificado com o português Petrus Juliani que foi papa João XXI em 1276-1277. Esta identificação merece ser reanalisada.
A partir do final do século XIII um manual de lógica, escrito pouco antes por Petrus Hispanus, começa a ser adoptado, primeiro nos studia de alguns ordens religiosas e depois nas universidades, como livro de texto para introduzir jovens noviços ou estudantes de Artes no estudo da dialéctica. O sucesso das Summulae logicales ou Tractatus durará mais de três séculos e alarga-se a toda a Europa, excepto Inglaterra. Até final do século XVI será copiado centenas de vezes e serão impressas mais de 200 edições, em ambos os casos com comentários por importantes filósofos, o que faz desta obra lógica um dos mais influentes manuais nos estudos universitários no final da Idade Média, tendo sido traduzido para grego e várias vezes para hebraico. Entre muitos outros, João Buridano, Marsílio de Inghen, Dante, João Versor, Lutero ou Copérnico testemunham de modo directo e indirecto a influência metodológica desta obra. Ao longo deste período pouco ou nenhum interesse é dedicado ao autor, mas a obra é lida e comentada com insistência nos meios universitários. Pela mesma época também circula o Thesaurus pauperum, um receituário médico que teve também extensa circulação manuscrita ou impressa em toda a Europa entre médicos práticos letrados, mas no exterior do meio universitário, o que explica as numerosas traduções para línguas vulgares e as adaptações e acrescentos a que o texto foi sendo submetido. Nos manuscritos mais antigos nada testemunha que estas duas obras sejam de um mesmo autor. Na Historia Universalis (concluída no Verão de 1297) Ricobaldo de Ferrara inclui na parte VI § 218, no ano de 1277, uma breve nota sobre o papado de João XXI, antes chamado mestre Petrus Hispanus, e atribui-lhe os Tractatus de lógica (cui nomen fuit magister Petrus Hispanus qui tractatus in logica composuit), mas nada diz sobre outras obras. Por sua vez, Bartolomeu de Lucca no cap. 21 da Historia Ecclesiastica Nova (c. 1313-1316) mostra pouca estima pela personalidade do papa John XXI, «dominus Petrus Hispanus», dito «Petrus Iuliani» e português, mas elogia-lhe a ciência e informa que era perito em medicina, tendo escrito um livro que se chama Thesaurus pauperum, para além de uns Problemata ao estilo de Aristóteles, mas nada diz sobre a obra de lógica. Esta identificação do autor de cada obra com o papa John XXI passará mais tarde para alguns manuscritos e edições impressas, mas sem unanimidade. Será apenas em 1554 que Conrad Gesner na Bibliotheca Universalis atribui em simultâneo as duas obras, as Summulae e o Thesaurus, a um mesmo Pedro Hispano, identificado com o papa João XXI, cada vez mais descrito pelos bibliógrafos e pelos historiadores eclesiásticos como homem de ciência. Esta tardia junção não mais deixou de ser repetida e ampliada com a associação ao papa de outras obras atribuídas a «Petrus Hispanus» nos manuscritos, como aconteceu com as importantes descobertas de Grabmann em 1928 (onde se incluem a descoberta de comentários médicos e ao De animalibus no ms. 1887 de Madrid, da Scientia libri de anima e a revalorização da anterior descoberta dos comentários a Dionísio pseudo-Areopagita). Uma lista completa dessas obras abrange mais de 50 títulos, transmitidas em mais de 800 manuscritos, cobrindo domínios como a lógica, a psicologia, as ciências naturais, a zoologia, a medicina teórica e a medicina prática, a teologia mística, a alquimia. Mas, nem o seu conteúdo, nem o que conhecemos da vida do futuro papa, ou de alguns Pedros Hispanos do século XIII, justificam a atribuição dessas obras a um mesmo autor. Além disso, há outros Petri Hispani quase contemporâneos e bem conhecidos em outros domínios científicos, como um gramático ou dois canonistas (ver página Homónimos). De qualquer modo, a maioria destas obras possui importância metodológica, científica ou filosófica que merece ser destacada, independentemente da identificação do seu autor.

 


 

Seeking Peter of Spain


Peter of Spain / Petrus Hispanus is often identified with the portuguese man Petrus Juliani, who became the pope John XXI (1276-1277).
From the end of the 13th century the Summulae logicales or Tractatus, written earlier by Petrus Hispanus, came to be adopted throughout European religious studia and universities, exception made to England, as a key textbook in the study of logic. Until the end of the 16th century, it was copied hundreds of times and printed in over 200 editions, meriting commentaries by important philosophers as John Buridan, Marsile of Inghen, John Versor. During this period, little or no interest was dedicated to the author himself, but the work was read and commented insistently in university circles. Furthermore, the Thesaurus pauperum, a medical prescription book, also by Petrus Hispanus, circulated extensively in manuscript form or in print throughout Europe among lettered medical practitioners, but mainly outside the university milieu. In the manuscripts there are no indications that these two works had been written by the same author. Ricobaldus of Ferrara includes in his Historia Universalis (concluded in 1297), part VI § 218, a brief note on pope John XXI, "called master Petrus Hispanus", to whom he attributes the authorship of the Tractatus but make no reference to other works (cui nomen fuit magister Petrus Hispanus qui tractatus in logica composuit). Bartholomew of Lucca in his Historia Ecclesiastica Nova (c. 1313-1316) shows little esteem for Pope John XXI's personality, "dominus Petrus Hispanus", a Portuguese said "Petrus Iuliani", even he praises his science and indicates that the Pope was an expert in medicine, having written a book called Thesaurus pauperum, and Problemata following Aristotle's style, but says nothing of the logic work. This distinct identification of each work's author with Pope John XXI is found later in some manuscripts and printed editions. It is only in 1554 that Conrad Gesner in Bibliotheca Universalis attributes both works, the Summulae and the Thesaurus, to the same Petrus Hispanus, identified again as Pope John XXI, by this time more frequently described by bibliographers and ecclesiastic historians as a man of science. This belated combination is to be made repeatedly from then on, and the association with the pope is to be broadened by the inclusion of other works attributed to "Petrus Hispanus", as is the case of important 20th century discoveries by Martin Grabmann in 1928 (among others the medical and De animalibus comentaries in Madrid's BN ms. 1877, the Scientia libri de anima, and the new reference to the commentaries on the theological works of Denis the pseudo-Areopagite). A complete list of these works covers more than 50 titles, in over 800 manuscripts, including texts on logic, natural philosophy, zoology, medicine (theoretical and practical), theology, and alchemy. But neither their content nor that which is known of the life of the future pontiff, or some of the 13th century Petri Hispani, justify the attribution of these works to the one and same author (on other 13th C. Petri Hispani see page Homonyms). In any case, these works have methodological, scientific or philosophical importance, regardless of their authorship.

 


J. Meirinhos, 2005-2006, 2011.

 

© 2019 José Meirinhos. Página actualizada a 22-08-2011
Desenvolvido por